Agetransp fiscaliza estações de trens do ramal Deodoro

Em mais uma ação de reforço de fiscalização dos trens da Supervia, equipes da Agetransp percorreram nesta terça-feira (11/6) cinco estações do ramal Deodoro. Acompanhados de agentes da Ouvidoria e do gabinete da presidência da agência, os fiscais verificaram o funcionamento de itens como elevadores e escadas rolantes, além de piso tátil e infraestrutura de mezaninos e estações.

Na estação de Madureira, os agentes constataram a falta de lixeiras nas plataformas, piso tátil com falhas, e uma escada rolante parada. Na estação Olímpica de Engenho de Dentro, o maior defeito encontrado foi um grande buraco no teto da estação, motivo de reclamação de passageiros, principalmente em dias de chuva. Os agentes também verificaram que das três escadas rolantes da estação, só uma estava em funcionamento.

 

No Maracanã foram encontrados um buraco no forro do teto, próximo ao mezanino da estação, falta de lixeiras nas plataformas e uma escada rolante sem funcionar. O problema das escadas rolantes também foi verificado no Méier, onde dos seis equipamentos existentes apenas dois estavam funcionando.

Na estação de São Cristóvão, a fiscalização da Agetransp verificou irregularidades, como a falta de piso tátil regular, a falta de lixeiras em quantidade suficiente e uma escada rolante sem funcionar. A equipe da Ouvidoria acompanhou a fiscalização e conversou com passageiros, que relataram problemas, como a falta de informações da Supervia e o mau funcionamento das escadas rolantes.

A Câmara de Transportes e Rodovias (Catra) vai notificar a Supervia sobre as irregularidades encontradas.

 

 

Whatsapp Facebook Twitter
VOLTAR