Conselheiros Fernando Moraes e Vicente Loureiro são reconduzidos à Agetransp

Os conselheiros da Agetransp, Fernando Moraes e Vicente Loureiro, foram reconduzidos aos cargos para mais um mandato de quatro anos no Conselho Diretor da agência reguladora. As nomeações foram publicadas no Diário Oficial do Estado do Rio de Janeiro, nas edições da última sexta-feira (1º) e desta terça-feira (5), respectivamente. Eles se juntam a Murilo Leal, que já havia sido reconduzido ao cargo de conselheiro presidente.

Após indicação do governador Cláudio Castro, os conselheiros passaram por sabatina na Comissão de Normas Internas e Proposições Externas, da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), e tiveram os nomes submetidos à aprovação pelo plenário da Alerj.

Fernando Moraes foi reconduzido por 46 votos favoráveis, nove contrários e duas abstenções. Vicente Loureiro também recebeu 46 favoráveis, além de um contrário e dez abstenções. Os conselheiros já integravam o Conselho Diretor da Agetransp, tendo iniciado seus primeiros mandatos em 2018.

Fernando Moraes é formado em Direito pela Universidade Gama Filho, com pós-graduação em Administração Pública. Ele foi detetive de Polícia Civil entre 1983 e 1994 e delegado de Polícia Civil de 1994 até janeiro de 2018, quando se aposentou. Moraes foi eleito vereador pela cidade do Rio de Janeiro entre 2009 e 2012. Trabalhou desde 2015 no Detro (Departamento de Transportes Rodoviários), onde ocupou os cargos de vice-presidente e presidente.

Vicente Loureiro é arquiteto e urbanista, formado pela Faculdade Silva e Souza, e pós-graduado em Gerenciamento de Cidades da Fundação Álvares Penteado (FAAP).
Foi secretário de Estado de Assuntos Fundiários e Assentamentos Humanos; foi subsecretário de Estado de Desenvolvimento da Baixada Fluminense, participando dos projetos da Via Light e Baixada Viva. Foi secretário nas prefeituras de Rio de Janeiro, Nova Iguaçu, Petrópolis, Paracambi, São João de Meriti, Barra Mansa e Volta Redonda. No Rio, foi assessor da Secretaria de Obras, elaborando o Plano Diretor de Iluminação Pública e presidiu a Comissão Municipal de Regularização de Loteamentos. Foi professor universitário na Gama Filho, Silva e Souza e na Faculdade de Arquitetura de Barra do Piraí. Foi subsecretário estadual de Projetos de Urbanismo Regional e Metropolitano. Em 2014, assumiu a função de diretor-executivo da Câmara Metropolitana de Integração Governamental, onde coordenou o Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano Integrado da Região Metropolitana do Rio, o PEDUI.

Whatsapp Facebook Twitter
VOLTAR